20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
1
DOM
2
SEG
3
TER
4
QUA
5
QUI
6
SEX
7
SAB
8
DOM
9
SEG
10
TER
11
QUA
12
QUI
13
SEX
14
SAB
15
DOM
16
SEG
17
TER
18
QUA
19
QUI
20
SEX

Marmelanço, do bom! | AMA #2

17 de Janeiro, 2015 ArtigosJohnnyA

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Pink Floyd - The Dark Side Of The Moon (1973) | Máquina do Tempo #2

Rock made in civilização | AMA #1
AMA - a melhor alternativa

“A usar boxers e um roupão de seda”


Deus, segundo reza, criou o mundo em seis dias e ao sétimo, descansou. Pois tenho a certeza que neste último estava a usar boxers e um roupão de seda e veio para a varanda beber um chá frio, nessa tarde quente, enquanto que no seu gira-discos tocava Voodoo Marmalade.
Deus, criador da Universo, abanava então o pezito ao som do contagiante “Johnny”.

Desafio-vos a ouvir a música menos de cinco vezes seguidas. Se conseguirem, envio-vos o valor equivalente a um Porsche Panamera em barras de ouro e Doritos.

voodoo marmalade

“Um ótimo motivo para juntar amigos”


E são estes nove camaradas de ukulele ao peito que nos presenteiam com sonoridades agradáveis, em completa harmonia de dedilhados neste primeiro álbum, que sai com o nome da banda, mas devia também trazer o aviso sério “Cuidado, este disco contem marmelada de vários sabores”. Porque, por mais que seja um trocadilho sem muita classe, é exactamente isso que acontece. Músicas com personalidades diferentes, com perfil próprio, que podiam muito bem ser a banda sonora dos vários momentos de um filme ou, até mesmo, de filmes pertencentes a géneros distintos: desde o velho polícia que regressa ao activo para desvendar um caso misterioso ao bom vivant cubano, no seu estereotipado fato de cor branca, que procura, de bar em bar, a melhor razão para beber. Pode colorir toda esta abrangência de histórias, mas mais do que isso, é um óptimo motivo para juntar amigos à volta de uma lareira e conversar, de Bushmills no copo ou de cerveja na mão, sem a preocupação das horas que passam.

“Pouco provável que um dia uma orelha venha a falar”


Mais interessante do que o disco bom para ouvir ou pendurar no espelho do automóvel, são as actuações destes meninos ao vivo. Um verdadeiro Nine-Men-Show. Os nossos ouvidos ficam com vontade de ganhar braços e passar largos minutos a aplaudir. Mais! No dia em que os nossos ouvidos falarem vão dizer-nos “Meu, lembras-te daquele verão, quando fomos ao concerto dos Marmalade? Obrigaaaado!” Apesar disto, é muito pouco provável que um dia uma orelha venha a falar. Uma coisa é certa, se já foram referenciados por Eddie Vedder é porque vale a pena fazer destes homens, ex-coveristas, grandes músicos e levá-los a todas as vilas, cidades e aldeias da Terra. E a história do Eddie Vedder fica para contar para quando forem ao programa do Goucha.

Este mesmo Deus que descansou ao sétimo dia, não deve, tão cedo, acabar com o universo. Vai aguardar que, no mínimo, os Voodoo lancem um segundo trabalho, que, se sair como o primeiro, devia ser recomendado por nove em cada dez nutricionistas, pelos benefícios óbvios que traz à saúde.
por
em Artigos

Marmelanço, do bom! | AMA #2
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2019
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?