19
SEX
20
SAB
21
DOM
22
SEG
23
TER
24
QUA
25
QUI
26
SEX
27
SAB
28
DOM
29
SEG
30
TER
31
QUA
1
QUI
2
SEX
3
SAB
4
DOM
5
SEG
6
TER
7
QUA
8
QUI
9
SEX
10
SAB
11
DOM
12
SEG
13
TER
14
QUA
15
QUI
16
SEX
17
SAB
18
DOM
19
SEG

Indouro Fest 2015: O que esperar - Parte 1/6

05 de Março, 2015 ArtigosLuís Sobrado

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Faith No More - Angel Dust (1992) | Máquina do Tempo #6

Ai e tal, somos modernos | AMA #7
indouro

Depois do surgimento como que repentino, mas extremamente bem-sucedido e "necessário" do NOS Primavera Sound, o Indouro Fest veio assumir-se em 2015 como o segundo grande festival alternativo do Porto. Bem, neste caso concreto, será mesmo o maior de Vila Nova de Gaia.

Como media partner oficial, a WAV fará um acompanhamento presente das novidades acerca do festival que daqui a menos de dois meses, no fim-de-semana dos dias 2 e 3 de Maio, irá agitar as águas do Douro. Assim sendo, este é o primeiro volume de uma série de seis artigos sobre as 24 bandas que compõem o cartaz do Indouro Fest 2015. A acompanhar todas as quintas-feiras das próximas semanas.

britishseapower

- British Sea Power

Directamente da soalheira cidade de Brighton, no sul de Inglaterra, vêm os British Sea Power. Com o estatuto de cabeça-de-cartaz do festival que se aproxima, vêm apresentar Sea Of Brass, lançado na passada Segunda-Feira, 2 de Março.

Com a quantidade generosa de nove discos na bagagem, incluindo o aclamado disco de estreia The Decline Of British Sea Power e o maior sucesso comercial da banda, Do You Like Rock Music?, a banda actualmente liderada pelos irmãos Neil e Jan Wilkinson é particularmente conhecida pelo conteúdo pouco habitual das letras e por uma energia fora do comum nos espectáculos ao vivo.

Sendo comparados a bandas como Pixies e Joy Division, particularmente num início de carreira com maiores influências punk, e posteriormente aos Arcade Fire, devido a uma maior orquestralização dos arranjos, assumem-se actualmente como uma banda de culto no Reino Unido e contam já com uma grande base de fãs.

Em relação às suas performances ao vivo: não deverão faltar as fan-favourites "Carrion", "Waving Flags" ou "Remember Me", assim como alguns dos mais recentes singles da banda, nomeadamente "Machineries Of Joy" ou "Facts Are Right".





 

lorelle-meets-the-absolete

- Lorelle Meets The Obsolete

Lorelle Quintanilla, a compositora, principal guitarrista e vocalista, juntou-se a The Obsolete (nome artístico de Alberto González), para formar um dos mais promissores duos de rock psicadélico da América Central. A bem dizer, a única banda mexicana do género que a grande maioria de nós poderá ter a oportunidade de ver por terras lusas nos próximos tempos.

O shoegaze deste duo alterna entre o cute e o fuzzy. A voz é atmosférica e as canções são construídas de forma simples e eficaz, apostando muitas vezes num crescendo. Sim, a receita não é nova. Mas é boa e eximiamente cozinhada.





 

weatherman

- The Weatherman

The Weatherman, projeto a solo de Alexandre Monteiro (também conhecido como o Liam Gallagher portuense, e não só pelas parecenças físicas...), voou alguns anos abaixo do radar da crítica de música nacional.

Já cá anda nesta vida de lançar discos há quase uma década: Cruisin' Alaska data de 2006 e Jamboree Park at the Milky Way de 2009, dois discos fortemente influenciados pela Britpop, quer estejamos a falar da mais recente vaga dos 90s, quer estejamos a falar da original, com Beatles e Kinks à cabeça.

Mais recentemente, o disco homónimo de 2013 veio apostar numa veia mais assumidamente pop, com um uso mais abrangente de teclados e de ritmos dançáveis, como ficou provado no single "FAB". The Weatherman teve a mão de Tim Dibney, que já trabalhou com bandas como Kasabian, Gorilaz ou até Thom Yorke, e tem como ponto alto "It Took Me So Long", em dueto com Emmy Curl.





 

bbr

- Bang Bang Romance

Por fim, mais uma banda portuguesa. Também portuenses, os Bang Bang Romance são mais um dos muitos representantes da "casa" no Indouro Fest 2015, e cabe-lhes também a função de alargar o espectro de estilos do festival.

A sua indie folk com um travo a blues e que faz uso frequente de instrumentos acústicos como o bandolim ou o violino tem nas suas raízes uma vibe quase celta, mas sem nunca perder uma motivação inegavelmente portuguesa.



A primeira edição do Indouro Fest acontece nos dias 2 e 3 de Maio. Nesta página temos sempre toda a informação atualizada sobre o festival.
por
em Artigos

Indouro Fest 2015: O que esperar - Parte 1/6
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2018
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?