19
DOM
3
DOM
4
SEG
5
TER
13
QUA
14
QUI
15
SEX
16
SAB
17
DOM

Milhões de Festa 2017 • Antevisão Parte 2 (Guitarras)

10 de Julho, 2017 ArtigosGoncalo Tavares

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Milhões de Festa 2017 • Antevisão Parte 3 (Electrónica)

Milhões de Festa 2017 • Antevisão Parte 1 (Piscina)


 

Depois de na primeira parte da antevisão ao Milhões de Festa termos falado da oferta musical presente no palco Piscina, nesta segunda parte da focamo-nos na peça fundamental que são as guitarras.

Nesta edição do Milhões deparamo-nos com os gigantes Graveyard. Os suecos tocam um hard rock que chega a ser provocador de tanto piscar o olho aos 70’s - secções rítmicas indestrutíveis, vocalista estridente a passar a bola ao guitarrista que toca um solo como se o mundo fosse acabar. Canções straight foward, sem adereços alternativos. Depois de cá terem passado em 2011, voltam para reinar a noite de 22.

Numa vertente mais underground, o dia 20 vai abrir com Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs e os seus brutos malhões de sludge e o stoner. Ao vivo, fintam entre riffs lentos com um frontman que, mais do que cantar, incita à solha. É agreste, assim como os primos Blown Out. Estes tocam uma jam psicadélica poderosa, pronta para nos envolver em ritmos arrastados arrastado, em guitarras cheias de efeitos - é música contemplativa segundo o bom gosto da Lovers & Lollypops.

Distantes das raízes bluesy dos anteriores, os GNOD levam a palco um post-punk autoral, onde as feridas capitalistas que repudiam são abertas com artilharia e grooves do industrial. O Milhões achou-o insuficiente e orientou uma residência artística entre eles e os Faust, uma banda septuagenária de kraut rock (também de Berlim, da mesma cena que os Can e os Neu!). A colaboração é inédita, e não sabemos bem o que podemos esperar - uma simbiose minimalista com tanto de ruidosa como de colorida.

Contudo, os campeões do drone vão provavelmente ser os Sex Swing. Um vocalista que ora para cima de um saxofone e guitarra a verter distorção. Um set insistente que só terminará quando os britânicos nos provarem que há beleza na feiura - no mutante sem melodia que criaram.

A única banda que parece acalmar (mas só um pouco) são os Meatbodies. Canções onde as guitarras podem respirar um pouco mais, pelo menos nos versos, antes de rasgarem no refrão. Lembram Wand e T. Rex - a mesma pulsão adolescente feita em letras e acordes.

Ainda dentro das guitarradas, vamos poder ver e ouvir os Stone Dead (que, tocando no festival da sua editora, vão certamente explodir com as expectativas) curadorias em série da SWR (Systemik Viølence, VAI-TE FODER e Nightman) e da MDQB (Galgo, Italia 90 e diola), BALAConjunto Cuca Monga, os repescados Riding Pânico, Brutal Blues ou Bad Breeding.

 



 

Subscreve ainda a nossa playlist dedicada à edição deste ano do Milhões de Festa.

por
em Artigos

Milhões de Festa 2017 • Antevisão Parte 2 (Guitarras)
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2017
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?