14
QUI
17
DOM
18
SEG
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
31
DOM

Reverence Santarém 2017 • Antevisão e Playlist

21 de Agosto, 2017 ArtigosJoão "Mislow" Almeida

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Desertfest Antwerp 2017 • Preview & schedules

Sonic Blast Moledo 2017 • Antevisão e Playlist


 

Bem reconhecemos o legado de música forte que o Reverence nos tem deixado ao longo destes últimos 3 anos. Isto ilustra os cartazes com inúmeros nomes de peso, tomados a cabo por uma equipa que investe na variedade da atmosfera e que oferece ao público uma lista de opções tão eclética quanto os seus  aderentes. Estando inseridos num espectro festivaleiro que compete com muitos outros nomes que por sua vez ambicionam em conseguir uma marca positiva no cenário português de festivais, este acaba por ser um nome de grande referência na sua contribuição ao público que mobiliza pelo Stoner, Avant-Garde, Post-Punk, Doom e muitas outras variações da música alternativa. Enquanto se sediou em Valada, o festival foi anfitrião para nomes como Hawkwind, Red Fang, Electric Wizard, Psychic TV, The Horrors, Electric Moon, Sleep, Alcest, Stoned Jesus, Ufomammut, Grave Pleasures, e ainda o ano passado contámos com um line-up de luxo a suster nomes como The Brian Jonestown Massacre, The Sisters Of Mercy, The Damned, Mars Red Sky, A Place To Bury Strangers, Thee Oh Sees e muito mais.

Este ano, com a alteração do local, houve alguma demora na primeira tranche de confirmações, mas rapidamente passou a ganhar forma ao longo dos meses de verão até ao dia presente. É evidente a mudança de imagem e apresentação do festival, mas o maior envolvimento de grupos de peso macabro é o que nos motiva a dar uma atenção especial à edição deste ano. Mesmo sendo apenas dois dias, e com menos uma competição direta nesta altura do ano (Amplifest), o Reverence luta para alcançar um cartaz que consegue entregar tanto peso como variedade. Foquemo-nos nos nomes que estamos mais do que ansiosos para testemunhar, a começar pelo muito aguardado retorno dos belgas Amenra, a quem não pomos os olhos em cima desde o Church Of Ra no Porto em 2014. Estando em vésperas de lançar o primeiro álbum de originais em 5 anos desde o Mass V, importa muito podermos testemunhar um dos nomes mais relevantes na música extrema moderna a marcar um retorno em forma que muitos davam para poder ver ao vivo. Não sendo os únicos a marcarem um breve retorno, podemos também referenciar Mono que, apesar de terem recebido reações divididas no Amplifest, não por uma performance fraca mas por uma transição muito forçada de Anna Von Hausswolff para post-rock predominado nas partes calmas, esta é a oportunidade ideal para se ver justiça feita num cartaz que pode jogar a favor da atmosfera que Mono podem fornecer ao público.

Como cabeças de cartaz teremos dois nomes portugueses que estão neste momento em grande forma no mercado internacional: os veteranos Moonspell, que estão em vésperas de lançar 1755 através da Napalm Records, e os Sinistro que após a presença no Reverence entrarão em digressão ao lado dos colossos Paradise Lost e newcomers de grande gabarito Pallbearer, numa tour que infelizmente não passará por Portugal. Apesar disso, os Sinistro prometem vingar isso com um set de luxo em Santarém. No meio de tantos nomes há atuações às quais estamos tão acostumados a ter em terras lusas, que por puro ritual religioso, fazemos sempre questão de ver, referimo-nos aos Oathbreaker que para além do acima mencionado Church Of Ra no Porto e ao lado destes os britânicos Esben and The Witch.

Num patamar não tão incisivo na música pesada, aguardamos com grande expectativa à catarse psicadélica dos míticos suecos Träd, Gräs Och Stenar com o seu rock viajante, a desafiar dimensões interestelares e texturas recorrentes à cor e ligeireza do vento das árvores. É quase garantido observarmos o set do fim-de-semana com estas lendas do underground. Por falar em underground, The Underground Youth são mais um nome com garantia de qualidade, a elaborar linhas de melodia perversamente deliciosas e sexualmente ativas na sua execução e apresentação. Os britânicos e o seu sonoro easy-going encaixa com perfeição no ambiente tradicionalmente tranquilo e laid-back do festival, portanto é seguro dizer que se há nome que engloba aquilo que o Reverence representa, esta é tal. Estes são alguns dos grandes nomes internacionais e nacionais que sublinhamos com grande ênfase para que seja reconhecida a devida atenção, mas não queremos parar aqui, mesmo que seja em segundo plano, opções é algo que não faltará a este grande cartaz de música. Nomes como Névoa, Löbo, 10000 Russos, Nonn, Throw Down Bones, Is Bliss, Desert Mountain Tribe e Wildnorthe, prometem grandes contributos para dois dias de grande aventura musical, tanto em territórios do peso, no experimental, folk, post-coisas e na psicadélia. A relembrar que para além de todos os nomes acima mencionados, não nos faltará nomes locais, nacionais e obscuros para nos surpreenderem e provavelmente convencerem-nos a garantir este como um cartaz verdadeiramente memorável.

Até lá, a nossa habitual hora e meia de apostas:

 



por
em Artigos

Reverence Santarém 2017 • Antevisão e Playlist
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2017
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?