15
SEX
16
SAB
17
DOM
18
SEG
19
TER
20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
1
DOM
2
SEG
3
TER
4
QUA
5
QUI
6
SEX
7
SAB
8
DOM
9
SEG
10
TER
11
QUA
12
QUI
13
SEX
14
SAB
15
DOM

Um Vagos mais forte que nunca - Antevisão Vagos Metal Fest 2019

05 de Agosto, 2019 ArtigosJoão "Mislow" Almeida

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Espírito sanguinário - Antevisão Bloodshed Fest 2019

Transcendental tradição - Antevisão Sonic Blast Moledo 2019
Mais um ano e mais uma edição do Vagos Metal Fest pronta para receber as hordas do heavy metal. O destino continua a ser a Quinta do Ega em Vagos, no distrito de Aveiro, mas segundo a organização, esta parece ter avançado um projeto de florestação e um grande reforço nos recursos das comidas e bebidas no recinto do festival. Como se não fosse já notável pelo cartaz, encontram-se tantas outras evidências de que o festival não só tende a manter a fasquia alta para o seu tão fiel apoio, como ainda se mexe para subir a parada. Havendo foco extra no cartaz, pelos sonantes nomes que este promete para 2019, há que sublinhar aqueles que são realmente imperdíveis para quem admirar thrash, death, sludge, heavy, power e black. Como sempre, há um pouco de tudo para todos.

 

Cabeças de cartaz que fazem cabeças rolar

No dia de abertura, para além dos promissores ucranianos Jinjer, estarão os lendários do doom sueco Candlemass. No dia seguinte, para quem aprecia death metal à antiga, os Six Feet Under prometem escavar circle pits e headbangs, enquanto os Watain marcam o seu retorno ao festival sete anos depois da sua última aparição. Promete, e não é pouco. No terceiro dia, o black metal segue com um suplemento reforçado com os noruegueses Satyricon, juntamente com uma boa dose de thrash com os Death Angel, que estarão a promover o seu mais recente Humanicide. No último dia, os ingleses Napalm Death prometem instaurar caos total, com o super-grupo Vltimas, constituído por David Vincent (Morbid Angel), Flo Mounier (Cryptopsy) e Blasphemer (Aura Noir), a apresentar death e black no seu estado mais homogéneo.

 

Os heróis improváveis

Num festival deste tamanho, há que saber estimar os nomes mais pequenos no cartaz. Com os nomes que aqui circulam, o público está destinado a encontrar uma nova banda favorita, com uma surpresa completamente inesperada. Entre os quais, há que tomar atenção ao viking metal dos nórdicos Týr, tal como o black/thrash avassalador dos suecos Necrophobic. No terceiro dia, os já muito familiares Aborted terão mais do que ferramentas para desbastar o público do Vagos com o seu famoso e reconhecido deathgrind, enquanto o old school speed metal volta ao pódio com os veteranos S.D.I.. No quarto e último dia, não há como falhar os franceses Dagoba, que voltam para compensar o infeliz cancelamento da edição passada, e o crossover corrosivo dos Iron Reagan, banda composta por membros de Municipal Waste e Darkest Hour.

 

Um grito de guerra em português

Como é ADN do festival, não se pode esquecer que a língua-mãe sempre foi e continua a ser o português. Portanto, sempre que possível, há que manter os olhos postos nos nomes nacionais que tão densamente pavimentam este cartaz. Process Of Guilt, Basalto, Burn Damage, Okkultist, Redemptus, Infraktor e Midnight Priest são alguns dos imperdíveis nomes a não subestimar nesta quarta edição do festival.

 

Os bilhetes encontram-se atualmente disponíveis em BOL.pt, bem como nos locais habituais. A tabela de preços segue em baixo.

 

Passe Geral 

Pré-venda: 80 euros | No dia: 90 euros

 

Bilhete Diário 8 Agosto

Pré-venda: 30 euros | No dia: 35 euros

 

Bilhete Diário 9, 10 e 11 Agosto

Pré-venda: 35 euros | No dia: 40 euros
por
em Artigos

Um Vagos mais forte que nunca - Antevisão Vagos Metal Fest 2019
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2019
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?