13
TER
14
QUA
15
QUI
16
SEX
17
SAB
18
DOM
19
SEG
20
TER
21
QUA
22
QUI
23
SEX
24
SAB
25
DOM
26
SEG
27
TER
28
QUA
29
QUI
30
SEX
1
SAB
2
DOM
3
SEG
4
TER
5
QUA
6
QUI
7
SEX
8
SAB
9
DOM
10
SEG
11
TER
12
QUA
13
QUI

Vodafone Paredes de Coura 2018: Antevisão

04 de Agosto, 2018 ArtigosJoão Rocha

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Milhões de Festa 2018: 5 discos a ter em conta

Sonic Blast Moledo 2018: A antevisão
Agosto traz consigo o mais esperado festival de Verão. Pode não ter o mais exuberante ou chamativo cartaz entre os seus pares, mas nenhum tem a sua mística e história que lhe tornaram possível criar uma identidade e alma muito própria, e anos de modificações e apostas chorudas em nomes e infra-estruturas conseguirão reproduzir a magia que se vive nesse mês nas margens do Taboão. Não é portanto à toa que o Vodafone Paredes de Coura passou a ser carinhosamente apelidado pelo seu público como “O Couraíso”.

No entanto, o ano não começou da melhor forma para os seus festivaleiros. A personalidade mais famosa da Islândia, Björk, volta a dar um pontapé no rabo da Pic Nic / Ritmos (relembrando então a edição de 2012 do Primavera Sound, onde praticou a mesma façanha), e cancelou a sua participação na edição deste ano, acabando com o furor e excitação que a sua confirmação havia causado. Já com poucos meses até ao início do festival, os zum zuns que se faziam ouvir pela Internet, iam no sentido de não se conseguir arranjar um substituto do calibre de Björk. É então que a organização nos troca as voltas, e confirma a maior banda da nossa geração: os Arcade Fire. Apesar de por cá já terem passado no presente ano, e apesar do seu injustamente mal amado Everything Now, a banda do Canadá continua a apaixonar multidões, o que se verificou na procura de bilhetes para o dia de atuação dos mesmos.

Para 2018, o Vodafone Paredes de Coura apresenta-nos um dos cartazes aparentemente mais aleatórios e estranhos dos últimos anos (excluindo os Arcade Fire, é difícil acreditar na credibilidade dos outros nomes anunciados como cabeças de cartaz). Mas é também aí que reside o nosso interesse e curiosidade na edição deste ano (para além da já comprovada confiança nas capacidades de surpreender que Coura tem proporcionado). A nossa antevisão para o Festival ganha então forma de uma playlist, selecionando e apresentando-vos alguns dos nomes mais curiosos, díspares e relevantes no atual cenário musical, e que prevemos que possam marcar cunho nas histórias à margem do Taboão. Quanto ao festival em si, bem, espera-se a magia do costume.

 



 

King Gizzard & The Lizard Wizard - "God is the Rythm"
Em 2016 partiram tudo, e foram dos concertos mais memoráveis a atuar em Coura naquele ano. Em 2017 desafiaram os cânones da indústria musical ao lançarem 5 álbuns de originais.

 

Confidence Man - "Better Sit Down Boy"
Confident Music for Confident People, o álbum dos australianos Confidence Man é dos mais bem aclamados de 2018 pela crítica. Espera-se muita dança e diversão.

 

Fleet Foxes - "Your Protector"
Gigantes do boom indie, os norte-americanos Fleet Foxes encaixam-se na perfeição na vegetação que serve de “palco ao palco”, sendo a banda sonora perfeita para deixar as emoções fluir.

 

Jungle - "Happy Man"
Em 2014 os ingleses Jungle faziam-se dançar um pouco por todas as pistas de dança de eletrónica. Agora, e com novo álbum na bagagem, pretendem re-conquistar esse espaço.

 

The Legendary Tigerman - "Fix of Rock n’Roll"
Paulo Furtado em 2015 recebeu honras de horário nobre em Paredes de Coura, e o resultado foi um dos concertos mais memoráveis de todo o Festival. A celebração ao rock & roll volta a acontecer este ano.

 

DIIV - "Wait"
Em 2012 os DIIV apareceram na cena musical, e desde esse momento quisemos que os americanos nunca mais se fossem embora. As nossas preces demoraram, mas foram ouvidas, e com alguns anos de atraso, os DIIV presenteiam-nos com a sua única data agendada para a Europa.

 

Pussy Riot - "Police State"
A probabilidade de este concerto não acontecer é grande, uma vez que as integrantes da banda/movimento Pussy Riot encontram-se numa permanente entrada e saída da cadeia. Depois de em 2016 com The Last Internationale e do ano passado com Kate Tempest, Paredes de Coura volta a dar espaço ao discurso (e pujança) político/social.

 

Skepta - "Pure Water"
Skepta é um dos principais impulsionadores do ressurgimento do grime. Desde Greatest Hits, o seu primeiro álbum em 2007, que tornou-se uma referência na meio musical inglês, facto que viu comprovado em 2016 quando ganhou o Mercury Prize.

 

Arcade Fire - "Put Your Money on Me"
Rejeitado pelo público, e não consensual entre a crítica, Everything Now está a causar aos Arcade Fire uma espécie de tempos de amargura. No entanto, as grandes canções continuam a existir no seu Universo, assim como a energia em palco, podendo esperar-se deste concerto uma festa bem mais grandiosa do que aquela que tiveram em Coura no ano de 2005.

 

Big Thief - "Mary"
Não existe nada que combine tão bem com o rio Taboão do que uma fusão entre rock e o folk, e é isso que os americanos Big Thief nos vêm trazer.

 

Ninos du Brasil - "Essenghelo Tropical"
Apesar do nome, não sabemos de onde são nem quem são, mas sabemos que provaram ao mundo que a eletrónica e o experimentalismo pode ser feito em tons tropicais, e por cá mal podemos esperar para pular com eles.

 

Slowdive - "Celia’s Dream"
Dispensam apresentações, ou qualquer tipo de comentário. O concerto dos Slowdive pede um céu estrelado, e depois a magia acontece entre o seu shoegaze e o ambiente que apenas Coura e o seu público sabem proporcionar.

 

Silva - "Duas da Tarde"
O MPB está vivo e de boa saúde. O brasileiro Silva figura na nova vaga da música popular brasileira, com a força e pujança de um jovem Caetano Veloso, e 2018 poderá ser um dos seus melhores anos, trazendo para o nosso encanto dois novos álbuns, um de originais e outro de covers de Marisa Monte.

 

The Blaze - "She"
Quem disse que o ato de dançar não pode ser algo melancólico? Pois é isso mesmo que Guillaume e Jonathan Alric vêm provar ao público Courense.

 

Curtis Harding - "Need Your Love"
As últimas edições de Coura têm sido marcadas por poderosíssimas performances soul, e Curtis Harding é a grande aposta para este ano manter a fasquia elevada.
por
em Artigos
fotografia Hugo Adelino

Vodafone Paredes de Coura 2018: Antevisão
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2018
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?