wav@wavmagazine.net | 2014 | PT
a
WAV

Milhões de Festa 2014: As 20 bandas que não podem perder – Parte 3

Earthless_photo

Earthless

‘Daçe! Ou será ‘Da-se? Ou ‘Dasse? Esqueça-se o léxico porque seja como for fica a intenção. Tomem, assim, metade do que me vem à cabeça quando ouço estes gajos. Se uma pessoa já não bate bem no dia a dia, sob o efeito de Earthless fica mais descompensada. É música de outro planeta, outra dimensão, magia, amor, é o que quiserem! Cê-Érre-Éle lá para os tipos… Improviso ou ensaiado deviam ser obrigados a vir a Portugal todos os anos. É daquelas bandas cuja música transparece logo que os elementos que a constituem eram capazes de beber Schweppes Lemon Dry de penálti! Não desfazendo do rei Iggy, claro.


 

High_On_Fire_photo

High On Fire

O pessoal ainda não recuperou da notícia do novo single dos Sleep e já vai levar com outro projeto do guitarrista Matt Pike daqui a dois dias. Os High On Fire, que já estão a compor um novo disco, deixaram muitas pessoas com o desejo imediato de ficar com as carteiras a arder e comprar o passe para o Milhões de Festa. E não é caso para menos… Entrem no espírito, não tenham medo do aparecimento de umas petéquias, escoriações ou equimoses aqui e ali, e não se acanhem a sacudir bem esses cabelos como se estivessem a fazer um anúncio a um “Herbal Essences” do Inferno. No entanto, no Milhões podem usar o champô que quiserem mas o “SIM, SIM, SIIIIIIM” (e algumas essências herbais) mantêm-se.


 

10177990_769270329758693_6341613975602250406_n

Killimanjaro

Veni, vidi, vici. Este podia ser o resumo do percurso da banda até hoje. Não há limite para eles, não há cume onde se acomodem. Para além de serem muito porreiros, os Killimanjaro são um dos novos grandes talentos portugueses. Têm também um novo álbum para apresentar, “Hook”, que irá por toda a multidão KO. Não tenho dúvidas que, como sempre, irão partir a casa toda. Sendo assim, preparem-se para mais uns hematomas, mas dos que valem a pena.


 

riding panico

Riding Pânico

Às vezes é tão bom ser-se português… Temos tanta coisa boa para ouvir que mesmo que o Milhões apostasse só em bandas portuguesas, o passe valia todo o dinheiro que custa. Os Riding Pânico são um grande exemplo da enorme qualidade da música nacional e presença constante no Milhões de Festa, brindando-nos com um delicioso post-rock instrumental que preenche a alma. São serenamente geniais e transbordam talento por todo o lado. O último álbum, “Homem Elefante”, foi lançado no ano passado e, segundo os mesmos, é “mais direto” que os anteriores. De certeza que nenhum de vocês se vai importar de levar com a música deles mesmo nas trombas. Toquem a “Volvo”!


 

equations

Equations

Já que estamos numa de grandes talentos portugueses, os Equations não podem deixar de ser referenciados. Nunca uma expressão matemática soou tão bem aos meus ouvidos. No entanto, não esperem ouvir malhas rigorosas como a ciência, mas sim daquelas músicas que estimulam o vosso imaginário. Existissem no tempo em que tinha Matemática que eu punha a culpa da distração nas equações. E não estaria a mentir…


 

black bombaim

Black Bombaim + Isaiah Mitchell

É oficial! Deuses existem, vão fazer uma aparição conjunta em Barcelos e comunicar com os comuns mortais através da música. Ninguém consegue ser ateu depois disto, garanto. Por isso, caros peregrinos, não percam a oportunidade para ver, ouvir e sentir o chamamento. Amén!


 

flamingods

Flamingods

Flamingods têm um som distinto de qualquer coisa que já ouviram. Podemos descrevê-los como uma viagem explosiva e instrumental pelo mundo com um toque psicadélico, seja lá o que isso for. Mas é tão viciante…


 

dear telephone

Dear Telephone

Os telefones e telemóveis irritam-me. Às vezes dão jeito para uma coisa ou outra mas, de maneira geral, “fazem mais mal que bem” às relações humanas propriamente ditas. Mas estes são diferentes. Os Dear Telephone não são propriamente uma banda que à primeira vista faça parte daquilo que costumo ouvir, mas soam tão bem que é impossível não gostar, não estar na primeira fila e deixar-me arrebatar, mais uma vez, pelos portugueses.


 

sequin reportagem

Sequin

Embora o nome verdadeiro dela seja Ana Miró, não é nas artes plásticas que ela tem dado cartas nos últimos tempos. A música de Sequin, constituída, essencialmente, pela sua voz doce misturada com teclados e sintetizadores é extremamente orelhuda. Depois de ouvir uma vez não sai mais da cabeça. Ah malandra! A manipular assim as pessoas…


 

Glockenwise por Porfírio Azevedo

The Glockenwise

Com novo vídeo e novo projeto em vista, os meninos bonitos de Barcelos vão, mais uma vez, brindar este festival com a sua atuação. A banda está a preparar o novo álbum a sair, em princípio, em 2015, mas já em setembro deste ano vão lançar uma cassete com três músicas novas, entre elas “Up to You” (ver em baixo). Do concerto de Glockenwise esperam-se, por isso, novidades e o rock ativo e animado do costume. Com sorte, para além de vos darem música, juntam uma ou outra piada da praxe ao cenário.


 

Agora a sério, por muito fixe que a WAV ou qualquer outra publicação com a mesma finalidade sejam, não se limitem a listas. Têm Milhões de bandas para ver de Milhões de estilos diferentes, Milhões de pessoas para conhecer, Milhões de panados para comer, Milhões de mergulhos para dar, Milhões de lugares para descobrir em Barcelos, Milhões de tudo! Por isso, e desculpem o francês, deixem-se de merdas e venham assistir em primeira mão a toda a experiência que é o Milhões de Festa! Vão sair de lá com o vosso coração em forma de triângulo.

Share Button

Comentarios

comentarios

Por Ana Isabel Pereira / 24 Julho, 2014

About the author /


~