wav@wavmagazine.net | 2014 | PT
a
WAV

SWR Barroselas Metalfest XX • 20 anos e a espada ergue-se como nunca

26548027570_ddd4e14bb8_o

 

Há três coisas com as quais podemos viver com absoluta garantia: a morte, a desilusão e o Barroselas Metalfest com um cartaz de luxo. Verdade seja dita, já não é nada fora do normal depararmo-nos com um lineup de bandas cuja combinação só nos alimenta uma fome ordinária para ouvir mais e mais metal. Mas algo que ainda nos provoca extremo espanto, é ver um festival a fazê-lo vezes e vezes sem conta ao longo dos anos, o que por si já justifica a legitimidade que temos em dizer que esta é uma identidade do cenário underground português que se declara como uma forte referência no estrangeiro. Enquanto os alemães têm o Wacken, os checos o Obscene Extreme e a Holanda o Netherlands Deathfest, nós podemos seguramente exibir de peito cheio, aquilo que é um padrão da grandiosidade do norte do país.

Até faria sentido deixar os sucessivos cartazes destes últimos 7/8 anos falarem por si, mas este ano, a importância é outra. Já a marcar o vigésimo aniversário do evento, podemos contar com um conjunto de bandas que não só salientam a diversidade nas opções, como aprofundam o quão longe o metal chegou desde os seus anos de criação, a contar com bandas que aprofundam e desenvolvem géneros tipicamente primais, em algo puramente transcendental. Sugerimos, com isto, uma mente mais do que aberta para um evento que é capaz de dar muito mais do que música, mas também uma experiência. Num local quase isolado onde o contacto direto com a natureza faz parte da atmosfera, e onde o convívio é brindado com os fantásticos nomes que surgem, ambicionamos fazer parte desta família tal como qualquer miúdo novato a descobrir esta genética pela primeira vez.

Enquanto o tão cobiçado último fim-de-semana de abril não chega, fazemos questão de sublinhar e admirar as muitas opções que temos no festival minhoto. Estas vão ser as nossas escolhas de atenção especial, onde recomendamos com forte ênfase os nomes que mais ansiamos testemunhar, sem retirar, claro, a muito justa liberdade que cada um de nós terá em explorar e viver esta experiência da forma mais única e pessoal possível.

Entre todos os nomes confirmados, conseguimos prever espetáculos incríveis por parte de nomes como os noruegueses Mayhem que vão entregar um set especial dedicado somente ao lendário álbum De Mysteriis Dom Sathanas. Com mais opções de black metal a expandir, imaginamos que os finlandeses Oranssi Pazuzu hão de conseguir implantar um charme tremendo no palco principal com a sua exploração psicadélica dos confins da mitologia nórdica. O primeiro dia do festival terá lugar para testemunhar o novo projeto de John Haughm (ex-Agalloch) Pillorian, e a estreia absoluta dos suecos Antichrist. Os colombianos Inquisition serão escolha fácil no fecho do primeiro dia, sendo uma banda mais do que experiente e com uma discografia auto-suficiente para argumentar facilidade em liderar um cartaz deste calibre. Cobalt e Dead Congregation são dois nomes gritantes no segundo dia, a prometerem autêntico caos no público. O terceiro e último abraçará nomes promissores como os veteranos ingleses Akercocke e o muito falado artista egípcio Nader Sadek, cuja escrita tem elevado o potencial artístico da música extrema num patamar sem paralelos.

Esta é a nossa seleção, mas acreditamos que no final do dia, a escolha de cada um tem de depender somente do quão abertos estamos a ser surpreendidos e do quão dispostos estamos a viver este evento sem critérios e compromisso. Abraçamos a diversidade internacional no cartaz, e ansiamos por um fim-de-semana repleto de emoções e momentos memoráveis, algo que já faz parte da genética da pequena Vila de Barroselas que viu os seus pulmões crescerem com rejuvenescida energia dada pelo rock’n’roll desde há 20 anos atrás. Vemo-nos lá!

Share Button

Comentarios

comentarios

Por João "Mislow" Almeida / 23 Abril, 2017

Deixar um comentário

About the author /


~