18
SEX
19
SAB
20
DOM
21
SEG
22
TER
23
QUA
24
QUI
25
SEX
26
SAB
27
DOM
28
SEG
29
TER
30
QUA
1
QUI
2
SEX
3
SAB
4
DOM
5
SEG
6
TER
7
QUA
8
QUI
9
SEX
10
SAB
11
DOM
12
SEG
13
TER
14
QUA
15
QUI
16
SEX
17
SAB
18
DOM

Destaques | Top discos da primeira metade de 2015

07 de Julho, 2015 ListasWav

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Os 15 melhores concertos do ano - 2015

Destaques Maio 2015
sufjan

Aproveitando o facto de estar dobrada a metade do ano, voltamos às nossas listas mas desta vez para fazer um apanhado dos primeiros seis meses de 2015. Membros da redação e alguns colaboradores escolheram cada um o seu disco preferido do ano e o resultado é o que se pode ler de seguida, sem qualquer ordem específica.

 



Sufjan Stevens - Carrie & Lowell


De uma composição fabulosa como sempre nos habituou, “Carrie & Lowell” é um regresso às raízes: depois de um desvio de percurso, mostra que conhece bem o caminho para casa. Stevens arruma e redecora a casa, mantendo o estilo rústico basilar. Review



Ouvir: "Chateau Lobby #4 (in C for Two Virgins)"








All We Are - All We Are


Quem disse que um sonho Pop não pode ser uma experiência psicadélica num crescendo entre a calmaria e uma explosão catchy? “All We Are” é tudo isto, sem camadas, despido, numa sedução mais que eficaz. Review



Ouvir: "I Am So Sorry, Goodbye"





 






Kamasi Washington - The Epic


Com "The Epic" - e com a ajuda de mais de 70 intervenientes - é Kamasi Washington o guardião que lidera a luta exclusivamente dedicada ao espírito do jazz. "The Epic" é a derradeira odisseia jazz do século XXI, constituída pelas 3 horas mais colossais que o género já testemunhou. O jazz está efetivamente vivo e de boa saúde. Review



Ouvir: "Temple"








SUMAC - The Deal


Os SUMAC contam com Aaron Turner, ex-Ísis e também membro dos Mamiffer e Old Man Gloom, Nick Yacyshyn, baterista dos Baptists, e ainda Brian Cook dos Russian Circles, que não faz oficialmente parte da banda, mas que fez nas gravações a parte do baixo. Reunindo-se pessoal tão qualificado, era óbvio que não poderiam falhar a fazer o que se esperava desta estreia: misturar o pós-metal que os Ísis sempre fizeram com pitadas de Sludge e Doom. Review

Ouvir:
por
em Listas

Destaques | Top discos da primeira metade de 2015
Queres receber novidades?
Comentários
WAV | 2020
Queres receber novidades?