wav@wavmagazine.net | 2014 | PT
a
WAV

Festival Tremor: Cinco dias em que São Miguel se transforma numa Babilónia de sons

tremor17

 

A pouco menos de duas semanas da sua quarta edição, o TREMOR apresenta a versão final do cartaz de 2017. A encabeçar a penúltima vaga de confirmações destacam-se os nomes de Drinks, Jacco Gardner e K-X-P; sendo que agora o cartaz é fechado com destaque em Gala Drop, Eartheater e Volúpia das Cinzas: motivos mais do que suficientes para acorrer a São Miguel entre os dias 4 e 8 de abril.

Cate Le Bon e Tim Presley são Drinks, projeto que brinda a união entre a cantora galesa e o génio inventivo do líder de White Fence, num doce imaginário pop de canções que se devoram umas a seguir às outras. No espectro oposto situam-se os finlandeses K-X-P, com uma sonoridade catalisadora pintada em tons de negro. Da Holanda chega Jacco Gardner, compositor e guru da pop barroca, que fará residência em São Miguel para desconstruir a natureza selvagem da ilha, numa experiência sensorial única. A fechar as confirmações internacionais, o TREMOR traz-nos o belga Manu Louis, com a sua electronic chanson, e o já mítico Dj Fitz.

Na crista da última onda de confirmações encontramos a multifacetada performer norte-americana Eartheater que usa do corpo, da voz e dos instrumentos como formas de expressar e experimentar na totalidade a sua fragmentação.

Do continente para Ponta Delgada viajam os Stone Dead, quatro bons rapazes que fazem juras de amor ao rock’n roll com o LP de estreia Good Boys, a linguagem experimental do Coelho Radioactivo e a festa electro-orgânica dos Vive Les Cônes. Garantida está também a presença do xamã sul-americano La Flama Blanca, com cumbias a piscar o olho ao dancehall, e ainda dos Djs Violet x Photonz, mentores da Rádio Quântica e mestres na arte de misturar techo e house nos pratos.  Também os Gala Drop embarcam com destino ao epicentro com II, um dos discos portugueses mais aclamados de 2014, e com o seu psicadelismo tropicalesco de influências africanas e latinas.

A quarta edição do TREMOR fica igualmente marcada pelo regresso da Escola de Música de Rabo de Peixe, apostada em continuar a embevecer corações – depois de em 2016 ter protagonizado um dos momentos altos do festival -, pela atuação do trio de rock Silicon Seeds e pela estreia do virtuoso guitarrista Tiago Franco como mestre-de-cerimónias de uma experiência stoner blues.

Acrescente-se, ainda, Mr. Gallini com a sua pop alucinada, os rappers açorianos Fred Cabral, Swift Triigga (ambos embaixadores do TREMOR na sua Tour por Lisboa, Porto e Angra do Heroísmo e repetentes da edição #3) e a revelação do hip hop micaelense Valéri. Lugar ainda para Volúpia das Cinzas de Gabriel Ferrandini, Pedro Sousa e Hernâni Faustino, uma parceria Tremor com a ZDB, e uma batalha de baterias que junta Krake (Pedro Oliveira), Ferrandini e o açoriano Ricardo Reis.

Os bilhetes para o TREMOR já estão disponíveis, pelo preço de 25€. A partir do dia 4 de abril, os ingressos passarão a custar 30€, num festival que tem lotação limitada de 1500 pessoas.

 

Share Button

Comentarios

comentarios

Por Wav / 19 Março, 2017

Deixar um comentário

About the author /


~