19
SEX
20
SAB
21
DOM
22
SEG
23
TER
24
QUA
25
QUI
26
SEX
27
SAB
28
DOM
29
SEG
30
TER
31
QUA
1
QUI
2
SEX
3
SAB
4
DOM
5
SEG
6
TER
7
QUA
8
QUI
9
SEX
10
SAB
11
DOM
12
SEG
13
TER
14
QUA
15
QUI
16
SEX
17
SAB
18
DOM
19
SEG

Cellos Rock 2015 [19-20Nov] Texto + Fotos

28 de Novembro, 2015 ReportagensWav

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Kurt Vile @ Armazém F - Lisboa [24Nov2015] Texto + Fotos

Beach House @ Teatro Sá da Bandeira - Porto [24Nov2015] Texto + Fotos
ambiente-2

O fim de novembro costuma significar frio, muito frio, chuva e noites passadas à lareira ­ ou ao aquecedor para os menos rústicos. Mas em Barcelos significa também rock, muito rock e o melhor que se faz na música portuguesa. O Cellos Rock é o festival mais antigo de música na cidade do galo e este ano contou com mais uma edição completamente esgotada. Num fim de semana de baixas temperaturas, o ambiente em Barcelos estava a ferver.

Dia 1

 
A primeira noite de concertos começou, perto das 22h30, com os Oba Loba, que subiram ao palco e deram um concerto contínuo, sem pausas. Os seis músicos em palco deixaram o seus instrumentos “falar” livremente, pois apesar de virem apresentar o álbum homónimo houve muito espaço para o improviso. A “conversa” tanto era uma discussão harmoniosa no seu caos como uma festa cheia de ritmo. O jazz contemporâneo do sexteto liderado por Norberto Lobo e João Lobo primeiro estranha­-se e depois entranha-­se.

O momento alto da noite foi o concerto do duo colossal Filho da Mãe + Ricardo Martins. Cada um deles é uma espécie de deus no seu instrumento, Rui Carvalho na guitarra eléctrica e Ricardo Martins na bateria, por isso da junção dos dois só podia sair algo de... divinal. A sala de espectáculos aqueceu finalmente e os corpos de quem assistia não conseguiram ficar quietos; resistir ao ritmo contagiante da dupla era inútil.

Coube aos Gala Drop encerrar a primeira noite do festival. A sala estava cheia para ver a apresentação do novo álbum do grupo, I​I. ​A panóplia de influências do grupo lisboeta ­ que mistura estilos tão diferentes como dub experimental, música electrónica, ritmos africanos e do Caribe ­ deixou em transe toda a gente na sala. A noite acabou­ com tudo a dançar e a escorrer suor, num forte contraste com a chuva e o frio que fazia na rua. No fim do concerto havia quem se queixasse que soube a pouco, mas aqueles que queriam mais música tiveram que esperar pelos concertos de sábado.



Dia 2

 
B Fachada já nos habituou ao seu estilo e forma de estar bastante peculiar. E é talvez esse seu jeito estranho de ser que faz com que se goste tanto dele. O início do concerto foi num registo bastante intimista, com o B Fachada acompanhado só por uma guitarra, num “prelúdio acústico ao rock” como ele próprio afirmou.

Ao fim de quatro músicas em acústico, abandonou o palco e cedeu o lugar às Pega Monstro que fizeram as paredes da sala vibrar com a potência do seu garage rock low­fi. As duas irmãs mostraram que uma bateria e uma guitarra são mais que suficiente para fazer a festa. No fim do concerto, quase uma hora depois, o B Fachada voltou a subir ao palco, desta vez no registo que toda a gente lhe conhece, acompanhado pela sua caixa de ritmos. E por quase mais uma hora deixou toda a gente bem disposta com a sua música inspirada no tradicionalismo português e as suas letras pertinentes. O astral da sala estava bem alto no fim do concerto.

Foi uma banda da casa que teve as honras de encerrar a edição de 2015 do Cellos Rock. Os Glockenwise com o seu anunciado garage rock não precisaram de muito tempo para pôr o público a levantar o pé e a cantar os seus refrões contagiantes. Tocar em casa tem as suas vantagens, a sala estava cheia e no bar só estavam aqueles que não tinham conseguido bilhete mas que tentavam na mesma ouvir um bocadinho do concerto. O grupo agradeceu a oportunidade de encerrar o festival, pois “foi a primeira vez que tocamos para uma casa cheia em Barcelos, obrigado”. Não haveria provavelmente melhor forma de acabar com esta festa.



Fotografia por Hugo Adelino; Texto por Mafalda Trindade

 
por
em Reportagens

Cellos Rock 2015 [19-20Nov] Texto + Fotos
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2018
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?