11
TER
12
QUA
13
QUI
14
SEX
15
SAB
16
DOM
17
SEG
18
TER
19
QUA
20
QUI
21
SEX
22
SAB
23
DOM
24
SEG
25
TER
26
QUA
27
QUI
28
SEX
29
SAB
30
DOM
31
SEG
1
DOM
2
SEG
3
TER
4
QUA
5
QUI
6
SEX
7
SAB
8
DOM
9
SEG
10
TER
11
QUA

Gnoomes + Ghost Hunt- Warm Up Lisbon Psych Fest 2016 @ Musicbox - Lisboa [25Mar2016]

29 de Março, 2016 ReportagensJoana Brites

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr
Musicbox

Vulpus @ Cave 45 - Porto [26Mar2016] Texto + Fotos

The Holydrug Couple @ CCVF - Guimarães [25Mar2016] Foto-reportagem
12922274_1037442392990334_1611585705_o

O Warm Up do Lisbon Psych Fest (que decorrerá nos dias 15 e 16 de abril) começa com a banda portuguesa, Ghost Hunt. A tocarem em casa, apresentaram-nos um espectáculo com uma certa densidade sonora, sempre elevada pelas fortes basslines e continuadas pelas constantes mutações sonoras, dadas pelas mãos de Pedro Oliveira, que se desdobrava entre o sintetizador modolar, o touchpad e os pedais de distorção, numa parafernália de instrumentos em cima de uma mesa quase tocada a quatro mãos. Ruído por ruído, melodia por melodia criam uma paisagem sonora cheia de camadas meticulosamente moduladas. Uma composição trabalhada na mesa e ritmada pelo baixo de Pedro Chau, com influências notórias que vão do Krautrock ao Techno.

Esperemos um disco desde duo com muita base e força para esse vasto mundo que é a musica palpável e sensível. Infelizmente ainda havia pouco público, o que permitia que o som se perdesse por entre nós, mas não sendo pior espetáculo por isso.

Pouco depois sobem ao palco os russos Gnoomes, vindos de Perm, que significa "terra distante". E foi para lá que nos levaram, para essa terra distante, numa viagem aural de imensidades sonoras onde derivámos cerca de uma hora numa espécie de psicadelismo ambiental que entra e sai do shoegaze. Sendo talvez isso o que a banda define por Stargaze: “stargaze is like a human state, when you’re lying on the grass with your friends, telling funny stories, and watching shooting stars.”

Começam com “Eno”, onde se inicia a viagem por entre trilhos densos e cintilantes, numa atmosfera perturbadora. "Moogness" transpira My Blody Valentine, com as guitarras a rosnar e uma bateria mais pesada onde, de repente, quebramos com uma guitarra mais crua, inundada de um reverb bem controlado, que nos mostra toda uma sensibilidade melódica. Neste momento já estamos bem hipnotizados e chegamos a "Roadhouse", tema que abre o disco, com basslines a marcarem sulcos suaves dentro de delays vocais pesados. A repetitiva “Myriads” entra em cena, uma musica mais soft e sem grandes picos, um som mais drone, mais dreamy que antecede a estrondosa "My Son", a viagem que no álbum dura uns bons 14 minutos. Uma viagem que começa com uma bassline muito calma e vocais abafados mas, conforme o ritmo aumenta, os acordes mudam e numa volta a batida desaparece até que uma explosão de ruídos em agradável sintonia se debate e paira sobre nós.

Quem ainda não estava convencido em ir ao Lisbon Psych Fest, ficou certamente convencido, ainda a tempo de comprar um passe para este festival que vai contar com 10.000 Russos, Chicos De Nazca, The Underground Youth e mais uma mão cheia de bandas. Dia 15 aterramos no Teatro do Bairro para descolar outra vez. Saudações aurais e até lá.

12921857_1037442206323686_1687842103_o
por
em Reportagens

Gnoomes + Ghost Hunt- Warm Up Lisbon Psych Fest 2016 @ Musicbox - Lisboa [25Mar2016]
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2018
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?