16
QUI
17
SEX
18
SAB
19
DOM
20
SEG
21
TER
22
QUA
23
QUI
24
SEX
25
SAB
26
DOM
27
SEG
28
TER
29
QUA
30
QUI
31
SEX
1
SAB
2
DOM
3
SEG
4
TER
5
QUA
6
QUI
7
SEX
8
SAB
9
DOM
10
SEG
11
TER
12
QUA
13
QUI
14
SEX
15
SAB
16
DOM

Kadavar - RCA Club, Lisboa [10Maio2019] Texto + Fotos

27 de Maio, 2019 ReportagensJoão "Mislow" Almeida

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr
RCA Club

The Menzingers - Independance Club, Madrid [23Mai2019] Texto + Fotos

Roadburn 2019 - Live Review + Photo Galleries, Part 1 [11/12Apr]
Assim que a hora de ponta chega a Lisboa, veem-se estradas, rotundas e pequenas e grandes ruas em total estado de fuga. É essa a natureza da cidade. No entanto, não há nada que se compare a sair do trabalho, encontrar gente amiga, jantar e ir a um concerto. Pouco interessa qual o concerto, importa acima de tudo o convívio e a descompressão no reencontro de caras familiares. No dia 10 de maio, sexta-feira, o destino para a escapatória era o RCA Club. Enquanto resguardado da confusão lisboeta, era nos confins do Bairro de Alvalade que estava marcada a receção aos germânicos Kadavar e canadianos We Hunt Buffalo.

A abrir, estavam os portugueses Miss Lava com o seu stoner rock enfático e melódico, algo reminiscente dos clássicos dos anos 2000 como Kyuss, Fu Manchu e Truckfighters. Notavelmente, a receita dos veteranos lisboetas passa por abraçar a simplicidade de uma malha bem escrita. Dito isto, não havia escolha melhor para este encontro de forças. Apesar da pouca audiência nos primeiros instantes da banda em palco, o público foi aparecendo e aplaudindo a muito dedicada entrega do grupo. Encaminhados para os últimos momentos do concerto, a banda brindou o público com uma mão cheia de novas canções e o clássico “Don’t Tell A Soul”, do primeiríssimo disco da banda. We Hunt Buffalo seguiram-se poucos instantes depois; e que bomba de tonalidade! Mesmo sendo algo desconhecidos por estes lados, os canadianos parecem ter conquistado uma sala já bem composta com o seu paredão de tonalidades mais graves e riffs orelhudos. Apesar dos ritmos mais cadenciados e as linhas de baixo espaçadas e prolongadas, a energia do RCA subiu em pico desde a subida do trio ao palco. Seguido pelas cordas em cascata e com uma aura global cativante e arrebatadora, não foi surpreendente ver a sala toda a aplaudir esta incrível performance.

Miss Lava e We Hunt Buffalo


Os Kadavar subiam a apalco para abraçar a noite de forma acolhedora e de proximidade com o público. Com a sala agora totalmente cheia, assim se viu o ambiente da multidão a acariciar a banda em uníssono. Quanto ao trio, este parece encontrar o equilíbrio perfeito entre o estilo, a presença em palco e a real projeção de som de início ao fim do concerto. De facto, tanto com a sua presença no último SonicBlast como agora, conclui-se que ouvi-los em registo de estúdio não lhes faz justiça alguma quanto à energia, peso e entrega ao vivo. O grupo tem mesmo os trunfos na manga quando sobe ao palco. Estando agora a atmosfera no seu estado mais caloroso, o RCA torna-se no espaço mais íntimo e megalómano para romances destes. Ouve-se a clara satisfação de certos públicos entre músicas, a aplaudir, a pedir por mais e a rir de toda e mais alguma satisfação.

Com um alinhamento a abranger toda a discografia dos alemães, destacaram-se incríveis momentos de génio por parte da banda ao abrir com a “Skeleton Dreams” e a percorrer as famosas “Doomsday Machine” e “Forgotten Past”. Para brindar um suposto término, estava a incrivelmente deliciosa “Come Back Life” a transportar o público por uma aura de calor, com a imersiva “Purple Sage” a desfigurar todo o espectro existencial deste bem preenchido RCA. Após a despedida, e um ensurdecedor pedido para “mais uma”, a banda volta a elevar a atmosfera com um adeus digno de recordação. Com a “Die Baby Die”, ouvia-se o refrão de forma sonante e possante, com mãos no ar e caras sorridentes, seguindo para “All Our Thoughts” a ditar a despedida.

Certamente que, após uma cansativa semana de trabalho, ir a um concerto acaba por ser o melhor remédio para o cansaço. Não há nada como começar o fim de semana desta forma. Os Kadavar também o acham.

Kadavar
por
em Reportagens
fotografia Luís Luz

Kadavar - RCA Club, Lisboa [10Maio2019] Texto + Fotos
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2020
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?