18
SEG
19
TER
20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
1
DOM
2
SEG
3
TER
4
QUA
5
QUI
6
SEX
7
SAB
8
DOM
9
SEG
10
TER
11
QUA
12
QUI
13
SEX
14
SAB
15
DOM
16
SEG
17
TER
18
QUA

[Reportagem] Red Bull o Santo Vertical

13 de Junho, 2014 ReportagensFreitas

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr
Red Bull o Santo Vertical

[Reportagem] Lura no CCB

Reportagem NOS Primavera Sound, 3º dia 07/06
red bull santo vertical

Pouco passava das sete da noite e o Largo do Intendente já começava a ter os seus primeiros visitantes na expectativa de uma boa noite. Com o passar do tempo, e com ainda pouca gente espalhada pelos vários cantos do espaço criado pela Red Bull, já se conseguia ver algum movimento nas duas gruas colocadas nos extremos de um palco completamente fora do normal. Eram as duas hosts, Joana Barrios e Cláudia Jardim, em formato de noivas de Santo António, que com um som estridente, conseguiam ser ouvidas em qualquer recanto mais próximo do Largo Lisboeta.
Depois da mensagem por parte das duas apresentadoras, ficámos a saber que só teríamos concerto por volta das oito e meia, por isso fomos jantar.


Com o sol a começar a esconder-se, lá estavam os Sensible Soccers, uns a subir num elevador, e outros nas janelas do Largo Residências, transformando o concerto em algo completamente diferente.
Com ainda muita luz nas primeiras músicas, e com alguns espaços vazios na plateia, o público ao longo do tempo foi-se habituando ao som electrónico que estes nortenhos tinham para mostrar. Depois de mais ou menos uma hora de uma atuação que começou calma, pode-se dizer que no final todos ficaram satisfeitos com um concerto sólido, sem grandes oscilações.


[Best_Wordpress_Gallery gallery_type="thumbnails" theme_id="1" gallery_id="38" sort_by="order" order_by="asc" show_search_box="0" search_box_width="180" image_column_number="5" images_per_page="30" image_title="none" image_enable_page="1" thumb_width="180" thumb_height="90" thumb_click_action="undefined" thumb_link_target="undefined" popup_fullscreen="0" popup_autoplay="0" popup_width="800" popup_height="500" popup_effect="fade" popup_interval="5" popup_enable_filmstrip="1" popup_filmstrip_height="70" popup_enable_ctrl_btn="1" popup_enable_fullscreen="1" popup_enable_info="1" popup_info_always_show="0" popup_enable_rate="0" popup_enable_comment="1" popup_hit_counter="0" popup_enable_facebook="1" popup_enable_twitter="1" popup_enable_google="1" popup_enable_pinterest="0" popup_enable_tumblr="0" watermark_type="none" watermark_link="http://web-dorado.com"]

Depois de um pouco de Dj Nery, chegava a vez dos Capitão Fausto, que pela animação sentida pelo público da frente, já era de imaginar um concerto diferente e marcante para muitas das pessoas que ali se encontravam.
Com várias conversas entre janelas, os Capitão Fausto iam dizendo algumas "balelas", palavra usada pelo próprio Tomás Wallenstein numa altura em que era resolvido um problema no elevador por alguns elementos da banda.
Com um público a sentir as vibrações em todas as músicas, aguardava-se algum tipo de surpresa num concerto que até ao momento só contava com momentos positivos. Até que, com o desaparecimento da banda que estava presente no edifício, pudemos ouvir um bom solo de bateria, onde o talento de Salvador Seabra se fez espalhar pelos ouvidos de qualquer pessoa que ali se encontrava, e claro, não se fez esperar também o crowdsurfing do já habitual por estas andanças: Tomás Wallenstein.
Um bom concerto cheio de bons momentos e de boas músicas num ambiente muito mais escuro mas mesmo assim muito quente.


[Best_Wordpress_Gallery gallery_type="thumbnails" theme_id="1" gallery_id="40" sort_by="order" order_by="asc" show_search_box="0" search_box_width="180" image_column_number="5" images_per_page="30" image_title="none" image_enable_page="1" thumb_width="180" thumb_height="90" thumb_click_action="undefined" thumb_link_target="undefined" popup_fullscreen="0" popup_autoplay="0" popup_width="800" popup_height="500" popup_effect="fade" popup_interval="5" popup_enable_filmstrip="1" popup_filmstrip_height="70" popup_enable_ctrl_btn="1" popup_enable_fullscreen="1" popup_enable_info="1" popup_info_always_show="0" popup_enable_rate="0" popup_enable_comment="1" popup_hit_counter="0" popup_enable_facebook="1" popup_enable_twitter="1" popup_enable_google="1" popup_enable_pinterest="0" popup_enable_tumblr="0" watermark_type="none" watermark_link="http://web-dorado.com"]

Depois dos Lisboetas, pudemos ouvir mais umas batidas do Dj residente. Mas o que estava para vir, pode-se considerar o melhor concerto da noite, pois vinham aí os Discotexas Band.
Com os seus elementos vindos de vários projetos, os Discotexas vieram para matar com várias músicas que fizeram muita gente dançar ou mesmo cantar. Pois, com os vários covers das bandas de cada um dos elementos, e também muitas músicas que marcaram o mundo à varias décadas, o ambiente ficou fernetico com uma mistura de luzes e um som arrebatador vindos das grandes colunas que lá estavam espalhadas.
Com uma presença contagiante por parte da Teresa, o público subiu o termómetro na segunda parte do concerto, e depois da mesma entrar na grua e ser elevada, as batidas nunca mais abrandaram.
Com a música Undertaker de Moullinex, o recinto foi completamente abaixo com um som sucessivo de pratos e bombo vindos da bateria. Um momento que agradecíamos que se repetisse em todos os concertos.


[Best_Wordpress_Gallery gallery_type="thumbnails" theme_id="1" gallery_id="41" sort_by="order" order_by="asc" show_search_box="0" search_box_width="180" image_column_number="5" images_per_page="30" image_title="none" image_enable_page="1" thumb_width="180" thumb_height="90" thumb_click_action="undefined" thumb_link_target="undefined" popup_fullscreen="0" popup_autoplay="0" popup_width="800" popup_height="500" popup_effect="fade" popup_interval="5" popup_enable_filmstrip="1" popup_filmstrip_height="70" popup_enable_ctrl_btn="1" popup_enable_fullscreen="1" popup_enable_info="1" popup_info_always_show="0" popup_enable_rate="0" popup_enable_comment="1" popup_hit_counter="0" popup_enable_facebook="1" popup_enable_twitter="1" popup_enable_google="1" popup_enable_pinterest="0" popup_enable_tumblr="0" watermark_type="none" watermark_link="http://web-dorado.com"]

Com as horas a passar, e com algumas pessoas a começarem a dispersar, Dj Nery colocava mais alguns sons antes de Blaya, que com um cartaz tão ligado à música alternativa, aparecia no final da noite um pouco destoada do que se tinha ouvido no Largo do Intendente.
Com a maior parte das varandas preenchidas, Blaya iniciou o seu concerto com algumas músicas para contagiar o público logo desde início. A verdade é que conseguiu, pois muitas das pessoas que lá se encontravam nas bandas anteriores já tinham dispersado, para dar lugar a uma espécie de discoteca ao ar livre, onde o recinto se tinha tornado num local um pouco diferente, mas muito contagiante e sempre com um público pronto para qualquer música que lhes fosse apresentada.


[Best_Wordpress_Gallery gallery_type="thumbnails" theme_id="1" gallery_id="39" sort_by="order" order_by="asc" show_search_box="0" search_box_width="180" image_column_number="5" images_per_page="30" image_title="none" image_enable_page="1" thumb_width="180" thumb_height="90" thumb_click_action="undefined" thumb_link_target="undefined" popup_fullscreen="0" popup_autoplay="0" popup_width="800" popup_height="500" popup_effect="fade" popup_interval="5" popup_enable_filmstrip="1" popup_filmstrip_height="70" popup_enable_ctrl_btn="1" popup_enable_fullscreen="1" popup_enable_info="1" popup_info_always_show="0" popup_enable_rate="0" popup_enable_comment="1" popup_hit_counter="0" popup_enable_facebook="1" popup_enable_twitter="1" popup_enable_google="1" popup_enable_pinterest="0" popup_enable_tumblr="0" watermark_type="none" watermark_link="http://web-dorado.com"]

No final saímos de lá animados, com vários concertos que nunca nos deixaram de surpreender. Deixando só um cansaço normal para trás, devido à quantidade enorme de concertos numa só noite.
Para o ano há mais...


Texto Por: Pedro Freitas
Fotografia por: Pedro Freitas e Inês Freitas

por
em Reportagens
fotografia Freitas

[Reportagem] Red Bull o Santo Vertical
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2019
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?