14
QUI
17
DOM
18
SEG
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
31
DOM

Spoon - Coliseu do Porto [16Nov2017] Texto + Fotos

19 de Novembro, 2017 ReportagensJoão Rocha

No passado dia 16 de novembro os Spoon subiram ao palco do Coliseu do Porto para apresentar o seu, altamente elogiado pela crítica, novo álbum. No entanto, assim como a viragem da década, também o público portuense não foi generoso com aqueles que outrora eram conhecidos como um dos maiores do Rock Alternativo.

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr
Coliseu do Porto

The Picturebooks - Sabotage Club, Lisboa [16Nov2017] Foto-reportagem

Lamb - Coliseu dos Recreios, Lisboa [14Nov2017] Texto + Fotos

Quando os Husky Loops subiram ao palco, a curiosidade de descobrir uma banda nova esmoreceu muito rapidamente: numa miscelânea de influências - em mau - os italianos funcionavam numa espécie de cruzamento entre Vampire Weekend, Arctic Monkeys, MGMT e mais um punho de bandas sensação, só que sem a energia e o talento musical das mencionadas. A salgalhada foi tanta que não demorou muito que o parco número de pessoas que assistia ao concerto, a certa altura, fosse quase semelhante aos que se encontravam na fila gigantesca para adquirir finos. Felizmente, o concerto teve pavio curto e assim o desconforto de um público que está a ver algo que não o cativa, assim como a dor de tocar para uma casa vazia, terminou rapidamente.

Por aquela altura ainda se pensava que quando os Spoon subissem ao palco o espaço estaria mais composto e não se estaria na situação estranha de nos encontrarmos numa das maiores salas do Porto com menos de cem pessoas. O certo é que quando a banda texana subiu ao palco, o número de pessoas na assistência era maior, mas muito aquém, mesmo muito, da capacidade do Coliseu. Alguns lugares sentados ocupados nas bancadas - que por si só, já diz muito de um concerto de rock - e na plateia, muito espaçadamente, as cabeças estendiam-se até à mesa de som. Perante uma vista tão desconsolada, os Spoon surpreenderam e tocaram como se a casa estivesse cheia. Ao contrário dos seus predecessores, agarraram o público e foram capazes de dar um concerto super competente e animado. Nome maior do rock alternativo, continua a surpreender-nos, como ao vivo a banda soa e comporta-se sintonizada num registo pop-rock.

Em frente a um gigante manto de veludo, Britt, Jim, Alex e Rob atiraram-se à sua já extensa carreira, abrindo com “Do I Have to Talk You Into It” do novo álbum Hot Thoughts. O concerto manteve-se a meio gás até “I Ain’t the One”, momento em que os a banda recebe a sua primeira ovação. Britt tenta comunicar com quem o assiste, mostra-se contente e animado por estar no Porto e joga a cartada do quão encantado está pela cidade, sendo que a partir daí o ambiente nunca esmoreceu. O momento alto acontece já perto do fim quando a banda toca de seguida “The Underdog” e “Got Nuffin” dos bens sucedidos Ga Ga Ga Ga Ga de 2007 e Transference de 2010, respetivamente. Assim, aquando o término do concerto, o público portuense, apesar do seu diminuto número, conseguiu ecoar um barulhento pedido de encore. O pedido foi aceite e agradecido, e de volta ao palco, os Spoon tocaram mais algumas músicas do seu álbum deste ano até chegarem a “Rent I Pay”, música da época auge de popularidade da banda em Portugal. A ovação fez-se ouvir claramente e, apesar das circunstâncias, ficou no ar a sensação de dever cumprido.

Spoon e Husky Loops
por
em Reportagens
fotografia Mariana Vasconcelos

Spoon - Coliseu do Porto [16Nov2017] Texto + Fotos
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2017
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?