15
SEX
16
SAB
17
DOM
18
SEG
19
TER
20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
1
DOM
2
SEG
3
TER
4
QUA
5
QUI
6
SEX
7
SAB
8
DOM
9
SEG
10
TER
11
QUA
12
QUI
13
SEX
14
SAB
15
DOM

Torche + Redemptus @ Musicbox - Lisboa [10Mai2015] Texto + Fotos

13 de Maio, 2015 ReportagensDiogo Alexandre

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

The Underground Youth @ Hard Club - Porto [15Abr2015] Foto-reportagem

White Hills + Los Saguaros @ Warm Up Party Reverence - Musicbox Lisboa [7Mai2015] Texto + Fotos
torche

Chegou a hora de regressar ao Musicbox. O (meu) interregno já era longo e foi interrompido no passado Domingo com o regresso dos Torche ao nosso país, graças à parceria entre as promotoras Amazing Events e Goodlife HQ, às quais se juntou também a Lovers & Lollypops.

Marcado para as 21h mas com começo, sensivelmente, 45 minutos depois, coube aos portugueses Redemptus abrirem a noite e aquecer o ambiente das já algumas dezenas de pessoas que se encontravam na sala.

Vindos do Porto e com um álbum recentemente lançado (We All Die The Same saiu em Fevereiro), os Redemptus apresentaram-se para um plateia quase desconhecida, contudo recetiva, acompanhando os compassos com valentes headbangs. A sonoridade da banda pode-se classificar como um pós-metal que encontrou o sludge pelo caminho, criando uma simbiose quase perfeita entre a ambientalidade e melodia do pós-metal e o peso bruto do sludge. O único ponto negativo que podemos apontar é a fraca dicção da língua saxónica durante algumas introduções das músicas, algo que, certamente, será colmatado com o passar do tempo e com mais e mais espetáculos ao vivo.

Uma excelente surpresa, na nossa opinião, que não desiludiu e cumpriu o que todo o público esperava para uma (nova) banda de abertura. Estão de parabéns!



Pouco tempo depois das campas de cemitério sumirem e das luzes se acenderam, entra a grande atração desta noite para afinar as guitarras e fazer um mini-soundcheck antes de se atirarem ao grande alinhamento que nos guardavam.

A abrir estava a destruidora “Piranha” que, logo aos 10 segundos de música, fez com que o baterista Rick Smith partisse logo a pedaleira, ao que a banda brincou dizendo que o seu baterista tinha demasiada testosterona e era demasiado homem! À banda serviu a disponibilidade da pedaleira dos Redemptus que assim evitaram que o concerto ficasse logo por ali.

Os Torche recomeçam, metem a primeira e a partir daí foi sempre prego a fundo! Poucas foram as vezes em que os norte-americanos interromperam ou reverteram o sentido de marcha mas quando o faziam, faziam-no sempre com muita boa disposição, agradecendo ao público em espanhol, francês e, por fim, inglês, enquanto tentavam acertar na língua portuguesa.

A banda seguiu o seu caminho, já na autoestrada, interpretando temas como “Kicking”, “In Pieces” e “Reverse Inverted”, mostrando que apesar do novo disco – Restarter – ter saído há relativamente pouco tempo e o terem tocado quase todo (o único tema que ficou de fora foi “Bishop In Arms”) não esquecem as suas malhas mais clássicas. “Sky Trials”, também de Harmonicraft, proporcionou o momento mais enérgico de todo o concerto. Seguiu-se “Restarter”, faixa que dá título ao novo álbum, fazendo-nos viajar em toda a amplitude dos seus 8 minutos, em mais uma incursão massiva ao seu mais recente trabalho, que terminou apenas com “Charge Of The Brown Recluse”, antecedida por “Annihilation Affair”, o derradeiro single de Restarter. Single este que foi muito (e bem) cantado pelo público presente.

Infelizmente o concerto estava já a chegar ao fim e, mesmo com as luzes e o sistema de som ligado, a banda regressou, a muito pedido dos presentes, para interpretar a sua última música: a super-groovy “Harmonslaught” que estremeceu toda a sala e toda a Rua Nova do Carvalho. Os Torche acabaram por agradecer em português com um tímido “Obrigado” que entretanto aprenderam com o público.

Um excelente regresso destes Torche a Portugal, cinco anos depois da sua última passagem, desta feita apenas em Lisboa e na companhia dos Redemptus, uma banda que tivemos enorme prazer em conhecer e desfrutar da sua sonoridade. Sem dúvida, um serão bem passado que acabou a tempo de apanharmos o metro e de nos deitarmos a horas decentes para acordarmos bem dispostos para ir trabalhar na segunda-feira. O dia até correu melhor!

por
em Reportagens

Torche + Redemptus @ Musicbox - Lisboa [10Mai2015] Texto + Fotos
Queres receber novidades?
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT
Contactos
WAV | 2019
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
Queres receber novidades?