21
SAB
Soen
RCA Club - Lisboa
Dollar Llama
Bafo de Baco - Loulé
!!! (Chk Chk Chk)
Hard Club - Porto
The Parkinsons + Killimanjaro + Ermo
Carmo 81 - Viseu
Cows Caos + The Brooms
Centro Cultural - Cartaxo
Earth Drive + Vircator
SIRB Os Penicheiros - Barreiro
22
DOM
23
SEG
24
TER
Mallu Magalhães
Teatro Tivoli BBVA - Lisboa
Jameson Urban Routes (Dia 1)
Musicbox - Lisboa
25
QUA
Drew McDowall
Galeria Zé dos Bois - Lisboa
Steve Hauschildt + Jari Marjamaki
Igreja de St. George - Lisboa
Jameson Urban Routes (Dia 2)
Musicbox - Lisboa
26
QUI
Jameson Urban Routes (Dia 3)
Musicbox - Lisboa
Nouvelle Vague
Aula Magna - Lisboa
Black Bombaim & Peter Brötzmann
Passos Manuel - Porto
27
SEX
Os Courettes
Cave 45 - Porto
Semibreve 2017 (Dia 1)
Theatro Circo / gnration - Braga
Jameson Urban Routes (Dia 4)
Musicbox - Lisboa
Nouvelle Vague
Convento de São Francisco - Coimbra
For The Glory + Destroyers Of All
DRAC - Figueira da Foz
Noiserv
Teatro José Lúcio da Silva - Leiria
28
SAB
Semibreve 2017 (Dia 2)
Theatro Circo / gnration - Braga
The National
Coliseu dos Recreios - Lisboa
Royal Blood
Campo Pequeno - Lisboa
Jameson Urban Routes (Dia 5)
Musicbox - Lisboa
Black Lips
Maus Hábitos - Porto
Mark Eitzel
Auditório - Espinho
The Parkinsons + Killimanjaro + Ermo
SHE - Évora
29
DOM
And So I Watch You From Afar
Hard Club - Porto
Semibreve 2017 (Dia 3)
Theatro Circo - Braga
Mark Eitzel
Galeria Zé dos Bois - Lisboa
Nouvelle Vague
Casa da Música - Porto
Alter Bridge
Coliseu dos Recreios - Lisboa
30
SEG
And So I Watch You From Afar
Musicbox - Lisboa
Shields
Stairway Club - Cascais
Metronomy
Coliseu dos Recreios - Lisboa
Moonspell
Lisboa ao Vivo - Lisboa
31
TER
John Maus
Maus Hábitos - Porto
Moonspell
Lisboa ao Vivo - Lisboa
Shabazz Palaces
Lux Frágil - Lisboa
1
QUA
2
QUI
Shabazz Palaces + Ângela Polícia
gnration - Braga
Omnium Gatherum + Skálmöld + Stam1na
Hard Club - Porto
3
SEX
TOPS
Maus Hábitos - Porto
Omnium Gatherum + Skálmöld + Stam1na
RCA Club - Lisboa
4
SAB
The Band of Holy Joy
Cave 45 - Porto
5
DOM
6
SEG
The Goddamn Gallows
Stairway Club - Cascais
7
TER
8
QUA
The Bug Vs Dylan Carlson of Earth
gnration - Braga
9
QUI
10
SEX
11
SAB
12
DOM
Dying Fetus + Psycroptic + Beyond Creation + Disentomb
Lisboa ao Vivo - Lisboa
13
SEG
Lamb
Coliseu do Porto
14
TER
Lamb
Coliseu dos Recreios - Lisboa
15
QUA
16
QUI
Black Bass - Évora Fest (Dia 1)
Sociedade Harmonia Eborense - Évora
The Picturebooks
Sabotage Club - Lisboa
Spoon
Coliseu do Porto
17
SEX
Fai Baba
Maus Hábitos - Porto
Sinistro
Hard Club - Porto
Hercules & Love Affair
Lux Frágil - Lisboa
Spoon
Coliseu dos Recreios - Lisboa
18
SAB
The Fall + 10 000 Russos
Hard Club - Porto
Sinistro
Le Baron Rouge - Amadora
19
DOM
20
SEG
Father John Misty + Weyes Blood
Coliseu dos Recreios - Lisboa
21
TER
Epica + Vuur + Myrath
Sala Tejo (MEO Arena) - Lisboa
Review
Xiu Xiu Plays The Music of Twin Peaks | 2016
Nuno Ramos 12 de Janeiro, 2017
Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr


 

Fazer um álbum de versões não é fácil, são poucos os que o conseguem fazer, principalmente quando se trata de material de base tão adorado como o de Twin Peaks, uma série com um enorme seguimento de culto, amada e relembrada por fãs de todo o mundo. Mas se há alguém que já provou ser capaz de tal proeza são os Xiu Xiu, uma banda experimental californiana que a meio da sua vasta e diversa discografia lançaram “Nina”, um álbum em que apenas constam covers da célebre Nina Simone. Em 2016 apresentam “Plays the Music of Twin Peaks” a sua interpretação da maravilhosa banda-sonora original de Angelo Badalamenti que para os fãs da série continua tão cativante, arrepiante e misteriosa como há 25 anos atrás.

O LP começa com “Laura Palmer´s Theme” que de imediato provoca um sentimento nostálgico e, simultaneamente, a sensação refrescante de algo novo. Inquietação, suspense, intriga, tudo isto está presente na primeira faixa, que muito bem define a sonoridade atmosférica e envolvente do que está para vir.

Tendo em conta que o álbum é maioritariamente instrumental, as poucas faixas em que se ouve a perturbante voz de Jamie Stewart são um incontestável destaque. Desde a primeira vez que a ouvimos em “Into The Night” até à sua frenética prestação na peculiar “Sycamore Tree” o sentimento presente na voz de Stewart encaixa na perfeição com o do resto dos instrumentos que se dão a ouvir no disco. Outra faixa em que se ouve a sua voz é “Falling”, o tema que certamente os fãs da série recordam com mais clareza. Sem surpresas, a banda faz justiça a uma das composições mais conhecidas no mundo do pequeno ecrã. Se a original é famosa por invocar uma explosão sensorial e sentimental ao ouvinte, a rendição dos Xiu Xiu é simplesmente uma experiência transcendental.

Para muitas pessoas, nomeadamente fãs da série, este é o primeiro contacto com a banda, e este álbum apesar de ser dos mais acessíveis do seu catálogo, não é de todo uma audição fácil. Mas para os que embarcaram nesta experiência e ficaram até ao seu sinistro fim, presenciaram um dos álbuns mais criativos, atmosféricos e gratificantes de 2016, onde o respeito pelo material de base é evidente embora resida o sentimento de que este não é um mero álbum de covers.
por Nuno Ramos
12 de Janeiro, 2017
2016, album, review, critica, disco, Xiu Xiu, Plays The Music of Twin Peaks
Comentários
http://www.MOTORdoctor.PT