11
QUI
12
SEX
13
SAB
14
DOM
15
SEG
16
TER
17
QUA
18
QUI
19
SEX
20
SAB
21
DOM
22
SEG
23
TER
24
QUA
25
QUI
26
SEX
27
SAB
28
DOM
29
SEG
30
TER
31
QUA
1
QUI
2
SEX
3
SAB
4
DOM
5
SEG
6
TER
7
QUA
8
QUI
9
SEX
10
SAB
11
DOM

Marmelanço, do bom! | AMA #2

17 de Janeiro, 2015 ArtigosJohnnyA

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Pink Floyd - The Dark Side Of The Moon (1973) | Máquina do Tempo #2

Rock made in civilização | AMA #1
AMA - a melhor alternativa

“A usar boxers e um roupão de seda”


Deus, segundo reza, criou o mundo em seis dias e ao sétimo, descansou. Pois tenho a certeza que neste último estava a usar boxers e um roupão de seda e veio para a varanda beber um chá frio, nessa tarde quente, enquanto que no seu gira-discos tocava Voodoo Marmalade.
Deus, criador da Universo, abanava então o pezito ao som do contagiante “Johnny”.

Desafio-vos a ouvir a música menos de cinco vezes seguidas. Se conseguirem, envio-vos o valor equivalente a um Porsche Panamera em barras de ouro e Doritos.

voodoo marmalade

“Um ótimo motivo para juntar amigos”


E são estes nove camaradas de ukulele ao peito que nos presenteiam com sonoridades agradáveis, em completa harmonia de dedilhados neste primeiro álbum, que sai com o nome da banda, mas devia também trazer o aviso sério “Cuidado, este disco contem marmelada de vários sabores”. Porque, por mais que seja um trocadilho sem muita classe, é exactamente isso que acontece. Músicas com personalidades diferentes, com perfil próprio, que podiam muito bem ser a banda sonora dos vários momentos de um filme ou, até mesmo, de filmes pertencentes a géneros distintos: desde o velho polícia que regressa ao activo para desvendar um caso misterioso ao bom vivant cubano, no seu estereotipado fato de cor branca, que procura, de bar em bar, a melhor razão para beber. Pode colorir toda esta abrangência de histórias, mas mais do que isso, é um óptimo motivo para juntar amigos à volta de uma lareira e conversar, de Bushmills no copo ou de cerveja na mão, sem a preocupação das horas que passam.

“Pouco provável que um dia uma orelha venha a falar”


Mais interessante do que o disco bom para ouvir ou pendurar no espelho do automóvel, são as actuações destes meninos ao vivo. Um verdadeiro Nine-Men-Show. Os nossos ouvidos ficam com vontade de ganhar braços e passar largos minutos a aplaudir. Mais! No dia em que os nossos ouvidos falarem vão dizer-nos “Meu, lembras-te daquele verão, quando fomos ao concerto dos Marmalade? Obrigaaaado!” Apesar disto, é muito pouco provável que um dia uma orelha venha a falar. Uma coisa é certa, se já foram referenciados por Eddie Vedder é porque vale a pena fazer destes homens, ex-coveristas, grandes músicos e levá-los a todas as vilas, cidades e aldeias da Terra. E a história do Eddie Vedder fica para contar para quando forem ao programa do Goucha.

Este mesmo Deus que descansou ao sétimo dia, não deve, tão cedo, acabar com o universo. Vai aguardar que, no mínimo, os Voodoo lancem um segundo trabalho, que, se sair como o primeiro, devia ser recomendado por nove em cada dez nutricionistas, pelos benefícios óbvios que traz à saúde.
por
em Artigos


Marmelanço, do bom! | AMA #2
Queres receber novidades?
Comentários
Contactos
WAV | 2022
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
SSL
Wildcard SSL Certificates
Queres receber novidades?