26
DOM
27
SEG
28
TER
29
QUA
30
QUI
Motorama
1
SEX
Motorama
2
SAB
3
DOM
4
SEG
5
TER
6
QUA
7
QUI
Fleshgod Apocalypse // Ex Deo
9
SAB
10
DOM
11
SEG
12
TER
13
QUA
14
QUI
15
SEX
16
SAB
17
DOM
18
SEG
19
TER
20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER

Madrid ligado à corrente - Antevisão Kristonfest 2019

01 de Maio, 2019 ArtigosBruno Pereira

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Transcendental tradição - Antevisão Sonic Blast Moledo 2019

Hellfest 2019 • Antevisão Altar e Temple
É já nos próximos dias 10 e 11 de maio que o Kristonfest regressa a Madrid, cidade que acolhe o evento desde 2017. Este ano, a aposta reforça-se num dos mais interessantes cartazes indoor para amantes de stoner e rock n' roll nas suas vertentes mais frenéticas e psicadélicas.

O oitavo ano traz a grande novidade de o festival se estender para dois dias. Para além do sábado "gordo" na Sala Riviera, o Kristonfest conta este ano com concertos na Sala Mon. E não se trata de uma noite de aquecimento qualquer. Os norte-americanos Earthless serão os grandes protagonistas da noite, levando a Madrid o sideral e ácido stoner psicadélico a que nos têm habituado. Com eles, estará nada menos que Nick Oliveri, histórico baixista de Kyuss e Queens of the Stone Age, apresentando-se com os seus Mondo Generator. Logo a abrir esta sexta-feira, as primeiras notas serão emanadas pelos noruegueses Årabrot, duo que, ao longo dos anos, tem conquistado culto no underground europeu.

Sábado trará uma oportunidade rara para o público ver The Hellacopters, uma das mais influentes bandas de rock da Suécia. Liderados pelo homem dos mil ofícios Nicke Andersson (ultimamente em foco como baterista em Lucifer), os Hellacopters viram, em 2016, regressar Dregen, guitarrista fundador também notabilizado nos Backyard Babies. Juntos, estão prontos para celebrar os mais de 20 anos de carreira da forma mais eletrizante.

Logo ao fim da tarde, as hostes iniciam-se de forma quase espiritual. A abrir, os britânicos Church of the Cosmic Skull, com uma sonoridade retro/psych/prog a invocar uns Fleetwood Mac e uns Deep Purple de forma xamânica. Seguem-se Dozer, uma das mais importantes bandas stoner europeias que, ao vivo, se assumem como uns autênticos bulldozers. A doomsday machine dos Kadavar aparecerá logo de seguida, fazendo aumentar o ritmo para níveis frenéticos, mesmo no ponto de rebuçado para a chegada dos Hellacopters. Não em modo de descompressão, mas de continuidade da festa, a última grande descarga elétrica será emanada pelos britânicos Turbowolf, que, já em modo afterparty, mostrarão ao vivo o aclamado The Free Life lançado em 2018.

Na impossibilidade de viagens mais longas, o público ibérico poderá encontrar na capital espanhola uma alternativa de primavera à altura. E ainda há bilhetes disponíveis.

 



 

por
em Artigos


Madrid ligado à corrente - Antevisão Kristonfest 2019
Queres receber novidades?
Comentários
Contactos
WAV | 2021
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
SSL
Wildcard SSL Certificates
Queres receber novidades?