28
QUA
29
QUI
1
SEX
2
SAB
3
DOM
4
SEG
5
TER
6
QUA
7
QUI
8
SEX
9
SAB
10
DOM
11
SEG
12
TER
13
QUA
14
QUI
15
SEX
16
SAB
17
DOM
18
SEG
19
TER
20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI

The Men - Maus Hábitos, Porto [31Mai2018] Texto + Fotos

05 de Junho, 2018 ReportagensJorge Alves

Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr
Maus Hábitos

Desertfest London 2018 [4-6May] Live Review + Photo Galleries

North Music Festival [25-26Mai2018] Foto-reportagem
Os nova-iorquinos The Men já há muito que se estabeleceram como uma das bandas mais ambiciosas e dinâmicas desta década, exibindo um louvável desejo de colorir um universo artístico outrora dominado por densas esculturas de noise rock. Contudo, se essa constante renovação estilística dá origem a discos deliciosamente imprevisíveis e orgulhosamente ousados (do qual Drift, lançado este ano, é um exemplo), ao vivo a experiência é inevitavelmente afetada pela ausência de uma atmosfera musical estável. Nesta passagem pelo Maus Hábitos, o grupo de Brooklyn alternou constantemente entre o registo abrasivo e a exploração melódica de cariz intimista, misturando a agressividade selvagem e rockeira de temas como “Killed Someone” e “Dreamer” com a toada folk contemplativa de composições como “Sleep” ou “Come to Me”, e deixando ainda espaço para baladas negras e sedutoras como “When I Held You in My Arms” ou para o post-punk de sentimento industrial e incursões pelo free jazz que define “Maybe I'm Crazy”. O próprio uso de instrumentos enfatizou essa busca pela diversidade, com o saxofone e a harmónica a darem ainda mais sabor a esta riquíssima receita sonora.

Contudo, essa panóplia de sons e emoções fez com que se sentissem quebras de intensidade ao longo do concerto, com o mesmo a revelar-se ora soberbo, ora bastante mais morno. À saída, em conversas informais, comentava-se que parecia que se estavam a ver várias bandas ao mesmo tempo, e foi precisamente aí que residiu o problema: não na qualidade dos temas, mas no carácter pouco coeso da apresentação. Todavia, os momentos altos foram demasiado memoráveis para que tenhamos abandonado o Maus Hábitos desapontados: mesmo com algumas falhas, vimos um dos nomes mais criativos e corajosos do atual panorama musical, que evita a todo o custo a estagnação… para o bem e para o mal.

The Men
por
em Reportagens
fotografia Hugo Adelino
Bandas The Men

The Men - Maus Hábitos, Porto [31Mai2018] Texto + Fotos
Queres receber novidades?
Comentários
Contactos
WAV | 2024
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
SSL
Wildcard SSL Certificates
Queres receber novidades?