1
SEX
2
SAB
3
DOM
4
SEG
5
TER
6
QUA
7
QUI
8
SEX
9
SAB
10
DOM
11
SEG
12
TER
13
QUA
14
QUI
15
SEX
16
SAB
17
DOM
18
SEG
19
TER
20
QUA
21
QUI
22
SEX
23
SAB
24
DOM
25
SEG
26
TER
27
QUA
28
QUI
29
SEX
30
SAB
31
DOM
1
SEG

Vein.fm - This World Is Going to Ruin You

Vein.fm - This World Is Going to Ruin You - 2022
Review
Vein.fm This World Is Going to Ruin You | 2022
José Garcia 17 de Março, 2022
Partilhar no Facebook Partilhar no Google+ Partilhar no Twitter Partilhar no Tumblr

Orville Peck - Bronco

Korn - Requiem
This World Is Going to Ruin You começa logo à beira do precipício. Passam pouco mais de trinta segundos e já estamos a esbarrar no chão com toda a força. Assim que “Welcome Home” abre a jornada que se avizinha, o presságio que assinala é o de uma viagem avassaladoramente atribulada. Mas para o quinteto de Boston nada menos seria de esperar, porque de hardcore positivamente caótico e brutalmente vulcânico percebem eles, e este segundo álbum de estúdio que o diga. Os feitos alcançados em Errorzone – era em que a banda ainda se conhecia simplesmente por Vein – redobram-se, triplicam-se até, nesta nova proposta. Com a chegada do “.fm”, veio também uma dose reforçada de agressão, hostilidade e exuberância na sua versão mais mortífera. Com compassos incisivos de precisão cirúrgica absolutamente necessária para manter os padrões progressivos em linha, segmentações imprevisíveis que de acaso não têm nada, e uma larga desconsideração pelo apego aos tropes do género, os Vein.fm afirmam-se agora, se antes já não o haviam feito, como uma força a ser considerada na sua área de atuação.

Chapa atrás de chapa, surra atrás de surra, essas são as únicas constantes aqui em jogo, mas é justo que se diga que este disco não é de entorpecer os sentidos, pois apesar da sua intensidade ser constante e o decibelímetro apontar sempre para o topo da sua escala, temos aqui variedade estrutural para dar e vender. Faixas como “The Killing Womb” e “Orgy in the Morgue” desenrolam-se com uma complexidade de ideias tal que é impossível não ficar num estado de alerta permanente. Mas um bom álbum não se debate apenas na sua multiplicidade de texturas e conteúdos, e no que a isso respeita, os méritos dos Vein.fm não surgem sem os seus senãos. Certas ideias, não obstante o interesse que possam suscitar, desvanecem com a mesma rapidez que se introduzem, não desenvolvendo, portanto, o seu potencial completo.



Crítica construtiva à parte, não faltam por aqui novas conceções que elevam a fórmula de hardcore anárquico do grupo para novos e férteis terrenos. As instrumentações são exploradas – para não dizer abusadas, em certas instâncias – até ao limite do que ainda lhes permite essa mesma denominação. Os vocais limpos voltam ao ataque, e tanto podem variar entre o banal em “Versus Wyoming” e o adequado em “Wavery”. A lírica mantém a ética voraz e sangrenta do disco de estreia, de verso curto e robusto. O uso de samples vocais surge como uma surpresa bem agradável; veja-se, por exemplo, “Magazine Beach”, onde essa pequena adição é suficiente para adulterar o carácter da faixa (para melhor, note-se).

Podíamos ficar aqui a discutir cada chicotear da tarola, cada guincho das guitarras, cada expressão obtusa de computações metálicas e erráticas. Podíamos ainda fazer referências à experimentação com pianos ominosos e linhas de baixo oscilantes, como é o caso de “Wherever You Are”, ou a todas as ocasiões em que a bateria se disfarça de britadeira ou as vozes deixam de se assemelhar a algo de matriz humana. De facto, podíamos falar disso tudo, mas a meu ver, This World Is Going to Ruin You carrega essa discussão melhor do que eu. Porque não redirecionar esta conversa para lá?

por
em Reviews


Vein.fm - This World Is Going to Ruin You
Queres receber novidades?
Comentários
Contactos
WAV | 2022
Facebook WAV Twitter WAV Youtube WAV Flickr WAV RSS WAV
SSL
Wildcard SSL Certificates
Queres receber novidades?